Só dê a partida com todos os equipamentos elétricos desligados (ar condicionado, faróis, tocas CDs, etc.) Mantenha os terminais dos cabos bem apertados e em bom estado.

Odores estranhos vindo da Bateria do carro, superaquecimento da mesma ou salpico de solução pelos suspiros indicam normalmente falhas do regulador de tensão da bateria (SOBRECARGA).

Evite que os equipamentos elétricos fiquem ligados por muito tempo com o veículo parado.

baterias_manutenQuando o veículo for ficar mais de uma semana parado e possuir equipamentos de baixo consumo que funcionam mesmo quando o veículo está desligado, retirar o terminal negativo da bateria do carro e religá-lo na bateria quando for utilizar o veículo (verificar o tipo de sistema anti-furto que o veiculo possui, o mesmo pode disparar quando possui bateria reserva).

Antes de retirar a Bateria do carro, verifique se o seu veículo possui equipamentos com códigos de segurança em alarme, rádio etc. Caso eles existam, tenha-os em mãos para poder reativá-los depois da troca da bateria automotiva.

Mantenha os terminais dos cabos da bateria do carro bem apertados e em bom estado.

Seguindo alguns passos bastante simples, a bomba de combustível elétrica terá durabilidade maior que 100.000 quilômetros:

1. Utilizar somente combustível de boa qualidade;
2. Trocar o filtro de combustível a cada 20.000 quilômetros para carros a gasolina e a cada 10.000 quilômetros para carros a álcool ou flex;
3. A cada 6 meses verificar o estado dos pré-filtros da bomba, providenciando sua limpeza ou sua substituição. Sempre que se nota que a bomba de combustível esta fazendo barulho quando em funcionamento deve-se verificar o estado, primeiro do filtro de combustível e, em não desaparecendo o barulho, o estado dos pré-filtros da bomba.
4. Para carros que também podem rodar com GNV, nunca andar com menos de ¼ do volume de combustível do tanque, e também não permitir que o combustível envelheça no tanque. A DR Bombas recomenda que os proprietários de veículos movidos a GNV utilizem no mínimo 20% da quilometragem rodada, com o combustível original do veículo;
5. Em carros originalmente produzidos para a utilização somente de gasolina, não utilizar em nenhuma hipótese álcool puro ou misturado à gasolina em qualquer proporção. As bombas feitas para trabalhar com gasolina não suportam o trabalho com álcool hidratado, já as bombas feitas para trabalhar com álcool hidratado suportam trabalhar com gasolina.


Contato

contato@adualbaterias.com.br
71 3399-9553 | 9 9911-1414

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar